Ligação Direta - Notícias
Salvador, 27 de Outubro de 2020

Onze cidades baianas não registram covid por mais de 30 dias

Dos 417 municípios baianos, 11 deles estão há mais de 30 dias sem registrar casos de coronavírus. segundo o boletim mais recente divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), são eles: Baixa Grande, Brejolândia, Caturama, Contendas do Sincorá, Érico Cardoso, Gentio do ouro, Ipupiara, Irajuba,Lajedinho, Palmeiras, Rio do Pires.

Lideram o ranking com mais dias sem covid: Irajuba e Brejolândia, há 46 dias . Em segundo lugar vem Lajedinho, há 39 dias, seguido por Contentas do Sincorá há 38 dias sem covid.Rio do Pires está há 34 dias sem registro da doença. Caturama tem 32 dias sem covid. Com 31 dias estão empatados Baixa Grande, Érico Cardoso, Gentio de Ouro e Ipupiara.

“Estamos seguindo todas as normas de prevenção indicadas pelo Ministério da saúde. Fazemos os testes rápidos e medimos a temperatura de todas as pessoas que vão entrar em locais fechados como supermercado, hospital, padarias. A maior dificuldade agora é manter nossa cidade estabilizada. Neste tempo de campanha política temos recebendo muitas visitas e muita gente de fora. Então estamos pedindo a Deus, porque nessa hora invocamos nossa fé, para que nos livre dessa epidemia”, disse Ana Maria da Silva Sena, secretária de Saúde da cidade de Lajedinho.

O secretário de Saúde Fábio Vilas Boas recomenda, “nós, como sociedade, na Bahia, fomos muito eficientes no processo de fechamento, no ‘Fique em Casa’ . Fizemos bem e demos exemplo para o Brasil e para o mundo. Mas precisamos fazer a flexibilização da forma que tem que ser feita. Precisamos voltar à vida quase normal, mas isso precisa ser feito com regras.”

Para o especialista André Labreiro, “sem conhecer as características da população das cidades e as próprias cidades é difícil explicar o que ocasiona a falta de casos de covid. Mas comenta que é um bom sinal. “A recomendação continua sendo evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Sintomas fortes procurar um médico, uma UPA ou Samu.”

 

Reprodução: Tribuna da Bahia

da Redação do LD

Postado em 18 de Out 2020 as 11 : 23 : 42

 

Copyright 2014 - Todos os direitos reservados