Notícias

Trump deixa hospital e retorna à Casa Branca para continuar tratamento de Covid-19

06 de out - 05h43

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou o Centro Médico Militar Walter Reed, perto de Washington, por volta das 19h40 (horário de Brasília) desta segunda-feira (5), após receber alta de seu tratamento para Covid-19.

Usando máscara, ele saiu caminhando pela porta da frente e fez um sinal de positivo, antes de entrar em um carro que o levou até o helicóptero. Ao desembarcar na Casa Branca, no entanto, ele retirou a máscara, mesmo ainda estando com Covid-19, para posar para fotos em uma sacada.

Com Covid, Trump tira a máscara ao chegar à Casa Branca — Foto: Reuters/Erin Scott

Ainda não completamente curado, ele prosseguirá recebendo cuidados na residência presidencial, onde uma equipe estará disponível durante 24 horas, de acordo com seu médico, Dr. Sean Conley.

Com Covid, Trump tira a máscara ao chegar à Casa Branca

Antes mesmo de sair, o presidente publicou um post dizendo que pretende retornar em breve às atividades de campanha por sua reeleição. Além disso, seus assessores afirmaram a jornalistas que ele gostaria de participar do próximo debate presidencial contra Joe Biden, marcado para 15 de outubro. Mas nada disso pode ser garantido sem a liberação dos médicos, já que ainda não se sabe até quando ele deverá permanecer em isolamento para não transmitir o coronavírus.

Donald Trump chega à Casa Branca após três dias internado

Já na Casa Branca, Trump publicou um vídeo em que diz que "se sente melhor do que há 20 anos". "Não deixe isso dominar você. Não tenha medo", disse. Ele também pediu a retomada das atividades. A Covid-19 matou mais de 210 mil pessoas nos Estados Unidos, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins.

"Nós temos o melhor equipamento médico, temos os melhores medicamentos, tudo desenvolvido recentemente. E nós vamos vencer", afirmou na gravação, em que voltou a dizer que a vacina chegará em breve.

"Eu sei que há um risco, que há um perigo, mas está tudo bem", disse Trump.

Trump estava internado desde a tarde de sexta-feira, data em que divulgou que estava com a doença, após apresentar fadiga. Segundo um comunicado da Casa Branca, a hospitalização foi uma medida de precaução.

Apenas no domingo o Dr. Conley admitiu que o presidente havia tido febre alta e queda de oxigenação no dia em que foi levado ao Centro Médico. Ele recebeu oxigênio por duas vezes, na sexta e no sábado, mas se recuperou rapidamente em ambas, segundo o médico.

Reprodição: G1 Mundo

da Redação do LD

Notícias Relacionadas

Foguetes israelenses derrubam prédio residencial em Gaza

Em meio à guerra entre Israel e Palestina, o grupo islâmico Hamas, disparou mísseis contra Tel Aviv na noite, em horário local, desta terça-feira (11)

11 de mai - 17h49

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Mais de 30 pessoas ficaram feridas na cidade de Kazan

11 de mai - 09h05

Mais de 4 mil mortes são registradas em 24 horas na Índia; Já são 400 mil novos casos de Covid-19

Especialistas estimam que o pico das infecções no país será alcançado no final de maio

08 de mai - 12h09

União Europeia fecha acordo para compra de até 1,8 bilhão de doses da vacina da Pfizer

A UE pretende inocular pelo menos 70% de sua população adulta até o final de julho

08 de mai - 09h46

Príncipe Harry pede doações para compra de vacinas como presente de aniversário do filho

A celebração contará com a presença do presidente dos Estados Unidos Joe Biden e artistas

06 de mai - 18h08