Educação
Compartilhar

Aulas remotas da rede municipal começam nesta segunda (22)

22 de fev - 16h58 |

Aulas remotas da rede municipal começam nesta segunda (22)

Foto: Jefferson Peixoto / Secom / PMS

 

As aulas remotas da rede municipal de ensino de Salvador em 2021 começam nesta segunda-feira (22). Neste ano, as principais novidades são o continuum curricular 2020/2021, o aumento do número de canais abertos do Nossa Rede na TV e a expansão das teleaulas para os alunos do Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º ano) e da Educação de Jovens e Adultos I (EJA I).

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) renovou a parceria com a TV Aratu para manutenção dos canais 4.2 e 4.3, utilizados para veicular as teleaulas em 2020. Além disso, firmou convênio com a Câmara Municipal de Salvador para inserir mais um canal digital ao Nossa Rede na TV, nesse caso o 12.3.

Dessa forma, em 2021, cerca de 116 mil alunos serão beneficiados com as aulas pela televisão. “Com as ações da Smed para consolidar e ampliar o Nossa Rede na TV, conseguiremos triplicar o número de estudantes atendidos por esse projeto. Isso é fundamental, porque as teleaulas compõem uma parte importante da rotina diária de estudos”, afirma Marcelo Oliveira, secretário municipal da Educação.

O gestor frisa que as aulas na TV são parte da rotina. No entanto, o programa de ensino/aprendizagem do continuum 2020/2021 é bem mais amplo e prevê a aplicação de atividades diárias através de blocos de atividades, aulas síncronas e assíncronas, realização de experimentos e leituras, entre outras.

As aulas para os alunos do Ensino Fundamental I (do 1º ano ao 5º ano) e da EJA I (TAP I, TAP II e TAP III) serão veiculadas no canal 4.2. Diariamente, às 7h30, começam as aulas para o 1º ano e, a partir das 8h30, para o 2º ano. Os estudantes dos 3º, 4º e 5º anos terão teleaulas, respectivamente, às 9h30, 10h30 e 11h30. Os educandos da EJA TAP I e TAP II terão aulas diárias das 18h às 19h. Já para o TAP III, o horário é de 19h a 20h.

O canal 4.3 é direcionado aos alunos do Ensino Fundamental II, da Regularização de Fluxo e da EJA II (TAP IV e TAP V). As aulas do 6º ano serão das 7h30 às 8h30; do 7º ano, das 8h30 às 9h30; do 8º ano, das 10h20 às 11h20; e do 9º ano, das 11h20 às 12h20. As turmas do Se Liga terão aulas na TV das 9h30 às 9h50, e do Acelera, das 9h50 às 10h20. À noite, das 18h às 19h, serão veiculadas as aulas para o TAP IV e, das 19h às 20h, para o TAP V.

O novo canal 12.3, da TV Câmara, é exclusivo para a reprise dos conteúdos direcionados aos estudantes do Ensino Fundamental II. As teleaulas ficaram divididas da seguinte forma: das 8h às 9h para o 6º ano, das 9h às 10h para o 7º ano, das 13h às 14h para o 8º ano e das 14h às 15 para o 9º ano.

Os conteúdos são renovados semanalmente e podem ser verificados no site da Smed, mas os horários de aula não sofrem alterações. O cronograma semanal pode ser acessado no site educacao. salvador. ba. gov. br .

Antes ou após assistirem às aulas, os estudantes terão atividades impressas para serem desenvolvidas diariamente, bem como exercícios e textos nos livros Nossa Rede. Além de desenvolverem as atividades relacionadas ao conteúdo de cada aula, os professores oferecerão orientações pedagógicas pelos meios possíveis, desde informações extras através do próprio material impresso até a utilização de recursos tecnológicos como podcasts, vídeos ou encontros virtuais.

As atividades impressas serão entregues aos alunos ou responsáveis uma vez por semana e deverão ser devolvidas, também uma vez por semana, para avaliação. “Cada escola desenvolverá seus trabalhos, os protocolos de entrega e recepção desses materiais, bem como estabelecerá as melhores formas de contato com as famílias”, informa a gerente de Currículo da Smed, Edna Rodrigues.

“Os blocos de atividades serão corrigidos e avaliados pelos professores, cujos resultados serão lançados no nosso Sistema de Monitoramento da Aprendizagem (SMA). Com isso, teremos o controle de frequência, de evolução do aprendizado, de leitura e de cumprimento do currículo”, diz. Edna ressalta, ainda, que a participação das famílias nesse processo é essencial para a construção da aprendizagem.

Conforme a programação pedagógica do continuum curricular 2020/2021, neste ano haverá o cumprimento completo das exigências legais referentes a conteúdo e carga horária do ano letivo de 2020 e do ano letivo de 2021. Com esse planejamento detalhado construído sob coordenação da Smed, não haverá atraso nos estudos dos alunos da Rede Municipal. Assim que forem liberadas pelas autoridades, as aulas presenciais voltarão em sistema híbrido, que também já está detalhado.

“Nossas unidades de ensino estão preparadas para o retorno presencial tanto na parte dos cuidados de higiene e saúde, quanto na parte pedagógica. Enquanto isso não ocorre, toda a Rede Municipal está empenhada no ensino virtual, para que nossos alunos mantenham essa ligação tão imprescindível com a escola e com os professores e que o processo de ensino/aprendizagem evolua satisfatoriamente”, destaca o secretário Marcelo Oliveira.

O período letivo também se inicia para a Educação Infantil, que vai do Grupo II ao Grupo V (de 2 a 5 anos). Neste primeiro momento, de retorno virtual, as atividades serão desenvolvidas por meio do envio de vídeos com brincadeiras diversas, músicas, atividades de movimento, bem como jogo de memória, jogos simbólicos, faz de conta e contação de histórias.

Também as escolas produzirão e enviarão às famílias cards com sugestões de brincadeiras, experiências, confecção de brinquedos e outras propostas que gerem autonomia das crianças. O protocolo pedagógico da Smed detalha, ainda, ações para os alunos público-alvo da Educação Especial e da Escola Municipal Hospitalar e Domiciliar Irmã Dulce, bem como atividades relacionadas à educação para as relações étnico-raciais.

 

Fonte: Agência de Notícias de Salvador//LC
 

Relacionadas