Notícias

TSE ‘legislador’ cria precedente para financiamento ilegal de campanhas

19 de mar - 05h30

 

 

TSE divulga doações de empresas para realização segura de eleições |  Agência Brasil

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) blindou de perda de mandato a deputada estadual do Amapá Marília Góes (PDT), mulher do governador Waldez Góes, cujas contas foram rejeitadas por haver recebido dinheiro ilegalmente de outro partido, o Republicanos.

O TSE ignorou a lei, que prevê a perda de mandato. De acordo com especialistas em direito eleitoral, a decisão abre um perigoso precedente: financiamento ilegal, mesmo empresarial, já não vai render punição do político beneficiado..

A Lei Eleitoral determina que só partido coligado formalmente pode fazer doações a outra sigla. O PDT de Góes não era coligado ao Republicanos.

O Ministério Público agiu contra o financiamento ilegal, mas se verificou que o dinheiro, metade dos gastos de campanha, já havia sido sacado.

O ministro Edson Fachin foi voto vencido: só ele votou pelo cumprimento da lei. A maioria optou pelo viés “legislador” do TSE, reescrevendo a lei.

 

Diário do Poder///Figueiredo

Notícias Relacionadas

TSE ‘legislador’ cria precedente para financiamento ilegal de campanhas

Deputada mulher do governador do Amapá recebeu dinheiro ilegalmente de outro partido, mas não teve mandato cassado

19 de mar - 05h30

Eleições 2020: Plenário do TSE aprova Resolução que suspende consequências para quem não votou

Medida adotada devido ao agravamento da Covid-19 no país havia sido assinada pelo presidente do Tribunal em janeiro

04 de fev - 13h41

Prazo para eleitor justificar ausência ao 2º turno termina nesta quinta (28)

Justificativa pode ser feita por meio do e-Título ou serviços on-line da Justiça Eleitoral

28 de jan - 15h19

Prazo para que eleitor justifique ausência ao 1º turno termina nesta quinta-feira (14)

Justificativa pode ser feita por meio do e-Título ou nas plataformas online da Justiça Eleitoral.

14 de jan - 15h51

Eleitor pode justificar ausência no primeiro turno até quinta-feira

Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa.

12 de jan - 11h26