Notícias

Caso Henry: Babá volta atrás e diz que Monique pediu que ela mentisse à polícia

13 de abr - 07h23

 

Thayná, babá de Henry, manda uma selfie para a mãe do garoto após a suposta sessão de tortura por Dr. Jairinho em fevereiro — Foto: Reprodução

Thayná, babá de Henry, manda uma selfie para a mãe do garoto após a suposta sessão de tortura por Dr. Jairinho em fevereiro — Foto: Reprodução

A babá do menino Henry Borel, Thayná Oliveira Ferreira, voltou atrás e admitiu aos investigadores que mentiu em seu primeiro depoimento prestado à 16ª DP (Barra da Tijuca). Em mais de sete horas de declarações, ela admitiu que sabia das agressões e afirmou que a mãe da criança, Monique de Medeiros, pediu que ela mentisse para a polícia há duas semanas.

Thayná disse ainda que a empregada da casa, Leila Rosângela, a Rose, também mentiu. A polícia sabe que no dia 12 de fevereiro, quando o vereador Dr. Jairinho (expulso do Solidariedade) teria agredido o menino no final da tarde, as duas estavam dentro do apartamento.

Foi naquela tarde que Thayná mandou mensagens para Monique contando o que estava acontecendo e relatando as agressões, reveladas a ela pelo próprio Henry, depois que saiu do quarto de Dr. Jairinho.

No dia seguinte, 13 de fevereiro, Monique levou o filho ao Real D'Or, unidade pediátrica em Bangu, Zona Oeste da cidade.

A polícia quer esclarecer por que não há menção a essa ida ao hospital nos depoimentos de Monique, de Jairinho e da babá.

 

A babá Thayná Ferreira manda uma foto com o menino Henry no colo — Foto: Reprodução/Jornal Nacional

A babá Thayná Ferreira manda uma foto com o menino Henry no colo — Foto: Reprodução/Jornal Nacional

A morte do menino

O garoto, que tinha 4 anos, chegou morto a um hospital da Zona Oeste do Rio na madrugada de 8 de março, com hemorragia e edemas pelo corpo. A Polícia Civil prendeu Dr. Jairinho e Monique Medeiros, padrasto e mãe de Henry.

O inquérito do caso traz uma cronologia que pode esclarecer alguns fatos que levaram à morte de Henry. Uma dessas dúvidas diz respeito ao ocorrido em 12 de fevereiro, quando a babá de Henry revelou a Monique que Jairinho havia se trancado com menino no quarto.

Naquele dia, o garoto saiu do local machucado e disse que sentia dor na cabeça. Henry também mancava ao caminhar. A babá Thayná Oliveira Ferreira enviou a Monique o vídeo desse momento.

 

G1/// Figueiredo

Notícias Relacionadas

Em arrastão no Mercado do Peixe, homens roubam carro com 700kg de sururu

Além disso, arrebataram celulares e objetos de trabalhadores e clientes que estavam presentes no momento

11 de mai - 16h15

Operação Cavalo de Aço: PRF retira 43 veículos de circulação por irregularidade

A ação visa intensificar a fiscalização com os veículos de duas rodas

11 de mai - 15h00

Seis ônibus foram assaltados na manhã desta terça em Salvador

Os crimes aconteceram nos bairros de Santo Inácio, na BR-324, no Lobato, na estrada do Derba, Av. Barros Reis e no Imbuí

11 de mai - 14h22

Julgamento de Manvailer é marcado por simulação de agressão encenada pelo advogado de defesa; assista

Nas imagens, o advogado de defesa, Cláudio Dalledone, aparece balançando o pescoço da advogada assistente, ao simular o que teria ocorrido no momento da morte de Tatiane Spitzner, em 2018

11 de mai - 13h38

Alerta Celular: Major da PM explica como funciona geração de boletim de ocorrência em caso de furto ou roubo

Como convencer a população a ir a delegacia e como terão certeza de que seus aparelhos telefônicos serão recuperados

11 de mai - 12h15