Notícias

Governo abre crédito de R$ 2,6 bi para custear UTIs nos estados

17 de abr - 08h45

 

Leitos de UTI para Covid-19 em hospitais do interior de SP (Imagem: Reprodução/CNN)

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou Medida Provisória na sexta-feira (16) que abre crédito extraordinário no valor de R$ 2,6 bilhões em favor do Ministério da Saúde. A liberação, publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), tem o objetivo custear cerca 8 mil leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) nos estados.

Com isso, segundo o governo federal, o incremento total de leitos de UTI será de 21,3 mil desde o início do ano. Os recursos serão repassados mediante transferências do Fundo Nacional de Saúde para fundos de saúde dos demais entes federativos.

O crédito também será aplicado na aquisição de medicamentos e fármacos utilizados na intubação orotraqueal, procedimento usado em pacientes graves de covid-19. Os medicamentos a serem comprados são os chamados agentes hipnóticos, opioides e bloqueadores neuromusculares.

De acordo com o governo, de janeiro a março houve um crescimento de mais de 148% no número de infecções e óbitos causados pela pandemia. Foram mais de 5,1 milhões de casos novos notificados e 126,5 mil óbitos apenas neste trimestre.

Atualmente, o país registra mais de 368,7 mil mortes e um total de 13,8 milhões de infectados desde o início da crise sanitária.

 

Bahia////Ba// Figueiredo

Notícias Relacionadas

Inflação oficial fica em 0,31% em abril, diz IBGE

O taxa é inferior à observada em março deste ano (0,93%)

11 de mai - 09h42

Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h

11 de mai - 07h53

Mercado financeiro espera que taxa de juros Selic feche o ano em 5,50%

É o que revela pesquisa do boletim Focus, do Banco Central

10 de mai - 10h32

Mercado financeiro espera que taxa de juros Selic feche o ano em 5,50%

Para 2022, a estimativa de inflação subiu de 3,6% para 3,61%. Tanto para 2023 como para 2024 a previsão para o índice é de 3,25%

10 de mai - 09h58

Governo divulga calendário de pagamentos do Bolsa Família em 2021

As informações foram publicadas no Diário Oficial da União. Em janeiro, o pagamento será feito entre os dias 18 e 29

08 de mai - 12h55