Notícias

Ligação Direta: APLB fará nova assembleia na quarta com possível decretação de greve

03 de mai - 16h16

Por: Marina Araújo

A retomada das aulas da rede municipal e privada em Salvador ocorreu nesta segunda-feira (3). O coordenador geral da Associação dos Professores Licenciados do Brasil (APLB-BA), Rui Oliveira, e o diretor do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado da Bahia (Sinepe-BA), Jorge Tadeu, foram os entrevistados do programa Ligação Direta, da rádio Salvador FM, desta segunda. De acordo com Rui, a categoria deve se reunir novamente na quarta-feira para decidirem uma possível decretação de greve, caso a prefeitura mantenha o retorno presencial.

Em relação à reunião virtual mediada pelo Ministério Público do Trabalho, na semana passada, com a presença dos professores da rede pública e privada, onde decidiram não retornarem às aulas, Jorge Tadeu explica que a volta do ensino presencial se dará de forma facultativa. Ele acredita que metade das famílias quer o retorno do modelo presencial e que a outra, poderá manter o ensino remoto em suas casas.

“Nessa sistemática, estamos falando da convivência de ¼ dos alunos. Entendemos que essa convivência com os alunos não é como se pensa, onde o professor não tem o controle. Pensando em uma turma de 20 alunos, onde 10 querem voltar e 10 não, a escola teria a frequência de 5 alunos diariamente, então, entendemos que não há esse risco todo quando se obedece aos protocolos rigorosos”, afirma o diretor do SINEP.

Sobre a suspensão das aulas, Rui Oliveira afirma que visitou diversas escolas durante a manhã desta segunda e cerca de 90% delas não está funcionando, mesmo com a determinação da prefeitura.

De acordo com o coordenador geral da APLB o governo municipal está “obrigando os responsáveis que mandarem seus filhos para a aula, assinem um atestado em que se responsabilizam por tudo que possa ocorrer com a criança”.

"Criança de até 6 anos não usa máscara, tem que fazer a higiene bucal, além das secreções, o que pode contaminar os profissionais que irão trabalhar com essas crianças. Então é uma falta de responsabilidade e atesta que o governo não tem nenhuma credibilidade para exigir que os pais se responsabilizem pelo que pode vir acontecer com a criança”.

Nesta quarta-feira (5), segundo Rui Oliveira, acontecerá uma nova assembleia para definir se o governo municipal continua com as escolas abertas e se existe uma pretensão de decretar uma greve, de fato.

Notícias Relacionadas

Secretaria Municipal de Saúde realiza mutirão para pacientes com doenças crônicas nesta sexta (14)

Os pacientes cadastrados hoje já podem ser imunizados neste sábado (15), das 08 às 16 horas

14 de mai - 17h53

221 kits de cestas básicas são distribuídos pela Cipe Polo Industrial em Salvador

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a ação ocorreu nesta quinta-feira (13)

14 de mai - 15h51

Tempo fechado e chuvas isoladas se mantém em Salvador durante o fim de semana

De acordo com o Inmet, a temperatura deve variar entre 23°C e 28°C

14 de mai - 14h56

PF cumpre mandado em agência dos Correios contra comércio e utilização de selos falsificados

Mais de 5.000 objetos postais foram apreendidos

14 de mai - 14h27

Prefeitura fará ação de combate à Covid-19 em seis bairros de Salvador; veja lista 

As medidas de proteção à vida nos bairros envolvem realização de testes rápidos, distribuição de máscaras, medição de temperatura

14 de mai - 09h32