Polícia
Compartilhar

Operação Panaceia: Presidente da Fecomércio-BA afirma que foi surpreendido e vai colaborar com autoridades

Por Redação LD Notícias no dia 22 de jun - 10h10 | Foto: Divulgação

 Operação Panaceia: Presidente da Fecomércio-BA afirma que foi surpreendido e vai colaborar com autoridades

O presidente da Fecomércio-BA e empresário do ramo de farmácias, Carlos de Souza Andrade, emitiu uma nota de esclarecimento, na qual afirmou que foi surpreendido com a Operação Panaceia, da Polícia Civil e garantiu que vai colaborar com as autoridades. 

Confira a nota de esclarecimento, na íntegra, obtida pelo LD Notícias

"O presidente da Fecomércio-BA, Carlos de Souza Andrade, vem a público esclarecer que está há mais de 50 anos na atividade comercial, primando sempre pela probidade e cumprimento de suas obrigações. 

Foi, contudo, surpreendido pela Operação Panaceia, deflagrada pela Dececap, na manhã desta segunda-feira (21/06). 

Não obstante, colocou-se inteiramente à disposição para colaborar com as autoridades, esperando que todos os fatos sejam esclarecidos à sociedade e comprovada a sua inocência. 

Por fim, agradece às dezenas de manifestações de solidariedade de todas as pessoas e entidades recebidas nesta data". 

O presidente da Fecomércio, Carlos Andrade, e sua esposa, Najla Andrade, forma presos na manhã desta segunda-feira (21) na Operação Panaceia. Na casa dos dois, foi encontrado um revólver de calibre 38. 

Segundo o Bahia Notícias, Najla assumiu ser a dona da arma.  Andrade deve ser liberado, mas Najla precisará pagará fiança para ser solta pela posse ilegal da arma, encontrada sem registro.

De acordo com a SSP, Andrade é "um dos principais alvos da operação". 

O presidente da Fecomércio, Carlos Andrade, e sua esposa, Najla Andrade, forma presos na manhã desta segunda-feira (21) na Operação Panaceia. Na casa dos dois, foi encontrado um revólver de calibre 38. 

Segundo o Bahia Notícias, Najla assumiu ser a dona da arma. Andrade deve ser liberado, mas Najla precisará pagará fiança para ser solta pela posse ilegal da arma, encontrada sem registro.

De acordo com a SSP, Andrade é "um dos principais alvos da operação". 

Relacionadas