Política
Compartilhar

Câmara aprova projeto que acaba com prazo de validade dos créditos do Salvador Card

Por Redação LDNotícias no dia 14 de set - 20h44 | Foto: Reprodução/ Salvador Card

Câmara aprova projeto que acaba com prazo de validade dos créditos do Salvador Card

A Câmara Municipal de Salvador aprovou, o projeto de lei (130/2020) de autoria da líder da oposição, vereadora Marta Rodrigues (PT) na tarde desta terça-feira (14), que acaba com o prazo de validade de 90 dias dos créditos adquiridos antecipadamente para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus de Salvador (STCO)

A proposta da edil tem objetivo de permitir que os usuários do sistema – sejam de Meia-passagem, vale eletrônico, bilhete avulso ou Vale Transporte – utilizem o crédito por tempo indeterminado, impedindo que percam dinheiro e o valor das passagens.

O PL de Marta pedindo o fim do prazo de validade do Salvador Card foi uma demanda dos usuários do sistema que viram, durante momento de intenso isolamento social na pandemia, os créditos serem expirados. Após a apresentação do projeto, originou-se a campanha virtual: "Quero Meus Créditos", através de uma plataforma virtual que atingiu mais de seis mil assinaturas a favor da aprovação. 

 “Esperamos a sensibilidade da prefeitura com este projeto aprovado por esta Casa, pois ele irá beneficiar milhares passageiros. Atualmente existem 200 mil cartões de meia passagem estudantil, 400 mil cartões de vale eletrônico e 500 mil cartões de bilhete avulso em Salvador”, disse Marta.

Ainda conforme a vereadora, os usuários do sistema de transporte por ônibus em Salvador sofrem há anos a precariedade do sistema e durante a pandemia perderam o benefício do “Domingo é meia”. 

“A pandemia trouxe só acentuou os transtornos. Tivemos muitos usuários que tiveram os créditos vencidos e precisaram gastar mais dinheiro para desbloquea-los. Não tem lógica pôr validade no dinheiro que é da população.  Se uma pessoa investe determinado valor em passagens, é direito dela saber quando usá-las”, declarou.

“Foram muitos benefícios para as empresas de ônibus durante a pandemia, como isenção de impostos e mais R$ 5 milhões de créditos de passagem. No entanto, os passageiros continuaram sofrendo diversos transtornos. A aprovação deste projeto é uma vitória de quem utiliza o transporte público”, acrescentou a petista.

Relacionadas